sexta-feira, 30 de março de 2012

Sapatos de 300 anos

















Um par de sapatos com mais de 300 anos que pertenceu à excêntrica rainha da França, Maria Antonieta, acaba de ser leiloado em Toulon na França por 57 mil dólares (cerca de R$103 mil). O mule de seda branca de Maria Antonieta, originalmente parece ter possuído fitas tricolores e supostamente foi usado por ela durante a Fête de la Fédération em 14 de julho de 1790.

Maria Antonieta entrou para a história por ter animado Versalhes com festas, jogos, vestidos sofisticados, penteados diferentes e sapatos, muitos sapatos!  Segundo Caroline Weber, escritora do livro “Rainha da Moda – Como Maria Antonieta se Vestiu para a Revolução” o jeito de Maria Antonieta reagir era manipular sua aparência. “Ela usava a moda como um instrumento político, como forma de aumentar ou sustentar sua autoridade em momentos em que ela parecia estar sob risco. Por meio de novas roupas, sapatos e penteados, a rainha se impôs, colocando-se acima de qualquer mulher francesa”.

Maria Antonieta foi guilhotinada em 16 de outubro de 1793 durante a Revolução Francesa, três anos após ter usado os sapatos (número 35) leiloados na França.


Fonte: Marketing GrupoM8

quinta-feira, 29 de março de 2012

Moda geek: Sapatos do R2-D2




















O R2-D2 é um dos personagens mais queridos do mundo geek, não é a toa que sempre surgem objetos inspirados no personagem.

Agora o robô mais simpático dentre os robôs existentes no universo vai calçar os pés de quem estiver a fim de sair andando com ele por aí.

O calçado é vendido sob encomenda na Etsy por US$ 125.


Fonte: Marketing GrupoM8

quarta-feira, 28 de março de 2012

Sapato errado pode causar dores nas pernas, alertam especialistas






















As dores nas pernas, principalmente de quem trabalha em pé, como vendedores e balconistas, pode estar relacionada com o tipo de sapato. Para combater este mal, é preciso saber a diferença entre eles e escolher o tipo ideal de calçado.

A vendedora Cláudia Bronzeli trabalha em média seis horas por dia em uma loja de calçados. Apesar de ser meio período, o ritmo é intenso. Cláudia sobe e desce a escada várias vezes, levanta, abaixa, e no fim do expediente está com pernas e pés doloridos.

As dores nas pernas não são comuns apenas em pessoas que tem o mesmo ritmo de trabalho como Cláudia. Quem fica muito tempo sentado, por exemplo, também pode sentir dor. De acordo com os especialistas é preciso ficar atento, identificar as causas, mas na maioria das vezes, o problema pode ser resolvido na hora de escolher o calçado.

No consultório da médica reumatologista Vincenzina Santangelo, em São José do Rio Preto (SP), as queixas são frequentes e as causas quase sempre estão nos sapatos. “Cada um precisa conhecer o pé que tem e usar sapatos adequados”, explica.

Os calçados são os principais vilões, mas não são os únicos. As dores também podem ser causadas por problemas de má, circulação, varizes e até falta de ferro no organismo. Algumas atividades físicas podem ajudar a aliviar as dores. “São indicados pilates, iogda, drenagem e massagem”, ressalta.

Durante muitos anos o cabeleireiro Alex Santana sofreu com as dores intensas nas pernas. Só conseguiu se livrar delas depois que procurou ajuda de um especialista e trocou os sapatos. Os funcionários dele também fizeram o mesmo. Hoje, Alex não só se cuida como também investe no bem estar das clientes que viviam reclamando do mesmo problema. “Enquanto elas se cuidam no salão, fazem passagens nos pés com o aparelho que comprei. Depois que sofri com as dores nas pernas, tento aliviar as dores de outras pessoas e orientar sobre como fiz para que a minha sumisse”, finaliza.


Fonte: Marketing GrupoM8

terça-feira, 27 de março de 2012

Perfumes para os hóspedes















Que as viagens de avião danificam a bagagem não é novidade. 
Malas rasgam, xampus estouram, vidros de perfume quebram. Com as normas de segurança impedindo líquidos nas bagagens de mão, resta torcer para que seu perfume favorito não seja todo derramado durante o trajeto. 

Pensando nisso, a rede americana Rosewood Hotels & Resorts elaborou uma maneira de evitar transtornos para os hóspedes: oferecer perfumes no serviço de quarto. 

O mimo pode ser encontrado em dez hotéis da rede a qualquer momento do dia ou da noite. O serviço é gratuito. 

Para utilizá-lo, basta fazer a solicitação na recepção do hotel e aguardar que um mordomo apareça carregando uma bandeja de prata com dez fragrâncias disponíveis para a sua escolha – o hóspede borrifa o suficiente para uma ocasião e devolve o perfume. 

As opções ofertadas são de marcas como Chanel, Givenchy, Giorgio Armani, Bvlgari, Gucci e Calvin Klein. Há sempre dez perfumes masculinos e outros dez femininos, para agradar a todos os gostos. 

Uma diária do Rosewood em Nova York, por exemplo, custa a partir de US$ 450 (R$ 815).

Fonte: Marketing GrupoM8

segunda-feira, 26 de março de 2012

Como usar mocassim


























O sapato mocassim, originalmente masculino, chegou nessa estação como tendência para os pés femininos e pretender dar ares despojados e feminilidade. Por ser aposta para as mulheres, a temporada trouxe diversas releituras e até mesmo na versão salto alto, mesclando modernidade e ares vintage ao look. Saiba como e em quais ocasiões usar o sapato mocassim.

Inicialmente, os mocassins foram aparecendo timidamente nos pés femininos, quando começaram a ser usados por meninas vanguardistas, que apostaram nos sapatos masculinos e acabaram fazendo moda. Prova disso, é o fato da tendência ter sido lançada em desfiles de grandes nomes, como na coleção de Herchcovitch para o verão 2012. Porém, a tendência continuou nessa temporada e tem feito os pés femininos durante a estação.

Como usar

Por serem sapatos originalmente feitos para homens, o mocassim possui um ar masculino. Assim, deve ser usado com peças mais leves e femininas, como vestidinhos, shorts e saias. Os acessórios também devem estar sempre presentes, para incrementar o look, deixando mais jovial e quebrando o ar de seriedade trazido pelo modelo do calçado. 

Para um visual mais formal, aposte nas calças de alfaiataria – as antigas capris ou as cropped, com a barra dobrada . Já as skinny e as leggins, são ótimas para composições mais femininas e podem ser usadas com blusinhas e camisetas básicas.

Saias e shorts de cós alto ficam ótimos com o mocassim e formam um look completamente retrô, unindo peças com pegadas vintage. O jeans básico também é indicado para usar com o mocassim, independente do comprimento, podendo ser até as camisas, que estiveram em alta no último inverno, pois deixam a composição despojada, ideal para ocasiões casuais. 

Dicas

Acessórios como cintos, colares e lenços são essenciais, pois o mocassim é um sapato masculino por natureza.

Para usar com roupas muito estampadas, o mocassim rasteiro marrom é ideal, pois equilibra o look.

As cores modernizam os mocassins, por isso, não pense duas vezes antes de apostar nos pares coloridos para alegrar o visual.

Apesar de moderno, o mocassim é um sapato totalmente esportivo, sendo exclusivo para ocasiões casuais.


Fonte: Marketing GrupoM8

sexta-feira, 23 de março de 2012

Valeu...




















Obrigado pela criatividade nos dada durante todos estes anos...

Equipe GrupoM8

Fonte: Marketing GrupoM8

Buquê de casas


















Na série "Houseplant", o artista americano James Grashow construiu pequenas paisagens urbanas que se mesclam às flores e às folhas de um vaso. 

De longe, a obra se parece com um buquê comum. Mas, de perto, é possível perceber que um pequeno chalé está no lugar de uma rosa e que uma casinha substitui um lírio. 

Os prédios e as casas foram inspirados em construções de importantes cidades americanas, como Nova York e Atlanta.



  
























Fonte: Marketing GrupoM8

quinta-feira, 22 de março de 2012

Compre um sapato e leve um homem















Já imaginou se você comprasse um sapato e ganhasse de brinde um homem? Pois é, essa é a ideia do Shoe Dating – Compre um par de sapatos e leve um homem de graça -, campanha da Shoes Shoes Shoes, uma boutique na Malásia. 

Pensando em oferecer o cara certo para suas consumidoras, a loja firmou uma parceria com a maior agência asiática de encontros. E, além do paquera, a cliente ainda tem direito a encontro romântico e desconto na compra. 

Funciona assim: o candidato ao encontro se cadastra no site e escolhe sua parceira através do par de sapatos (isso mesmo, nada de fotos ou de saber de suas características; o calçado deve dizer tudo o que ele precisa). O interessado pode escolher entre 20 modelos e preços e quando uma cliente compra o par escolhido, ela ganha como brinde um encontro.

Além da noite romântica, a consumidora também recebe um desconto em sua compra. É que ao eleger um sapato no site, o candidato também escolhe uma porcentagem – de 10% a 100% - de seu preço para pagar. Ao se encontrar com o príncipe, a cinderela recebe um voucher de desconto (mais um motivo para não faltar). “Quando a mulher encontra o sapato perfeito, ela também pode achar o homem perfeito. E o melhor, ela pode sair com alguém que vai comprar algo que ela adora”, explica a dona da loja, Ung Yun Lin, ao jornal local.


Fonte: Marketing GrupoM8

quarta-feira, 21 de março de 2012

Dicas de moda para altas e magras























Mulher alta e magra tem algumas vantagens no caimento das roupas, mas precisa saber escolher muito bem suas peças para não ficar parecendo um “poste” ou toda desengonçada.

A atriz Mônica Martelli certa vez contou que, com 1,80 de altura, sempre viveu olhando para baixo.

Com o tempo, ela diz que foi aprendendo a gostar do seu corpo e hoje, com o humor que lhe é peculiar, afirma que ser alta já é um “adereço”!
O corpo longilíneo chama atenção e tem liberdade para usar vestidos longos, roupas justas, largas e cabelos de todos os comprimentos. Segundo a consultora de moda, imagem e estilo Bia Kawasaki, é simples dizer o que não realça a beleza delas: roupas muito curtas ou decotadas.

Mulheres altas e esguias podem apostar nas calças de corte masculino ou pantalonas. Devem evitar os looks monocromáticos, pois roupas de uma mesma cor deixam a pessoa ainda mais alongada. Por isso, é liberado o uso de roupas coloridas, estampas grandes ou miúdas.

No quesito sapatos, as altas ficam bem de sapatilhas e rasteirinhas, mas não precisam abrir mão dos saltos.


Fonte: Marketing GrupoM8

terça-feira, 20 de março de 2012

Aprenda 18 segredos para conservar melhor roupas e sapatos




















Para a maioria das pessoas, a troca de estação também reflete uma mudança sensível no armário: é quando as peças de verão saem de cena e as do inverno retornam aos cabides.

É nesse momento que ocorrem algumas surpresas: quando uma roupa guardada suja aparece amarelada, quando o cheiro de mofo incomoda e é necessário lavar novamente as peças de frio. E não pense que lavar roupas é simplesmente jogar as peças na máquina com sabão: saber lavá-las é uma arte. Com os cuidados certos, é possível conservar as peças por muitas e muitas estações.

Para isso, os cuidados com a máquina de lavar devem fazer parte da rotina, pois, além de conservar o equipamento, isso ajuda a deixar as roupas limpas e novinhas em folha.

A seguir, veja dicas dadas por Ricardo Monteiro, da Quality Lavanderia; e pela especialista em consultoria e treinamentos para lavanderias, Maria Aparecida Yoshima, da Organizatta.

Roupas de inverno: As peças de inverno nem sempre precisam ser lavadas antes de usar. Se foram guardadas limpas na última estação e envoltas em um saco de proteção, e não tiverem fungos devido à umidade do armário, é possível lavá-las normalmente. Caso tenha sido guardada suja (o que é um erro, pois as traças podem fazer um belo estrago) e sem proteção, o ideal é lavá-la antes de usar, pois podem estar cheias de ácaros que provocam espirros em pessoas mais alérgicas. Outra dica é fazer higienização das peças com produtos bactericidas encontrados em supermercados ou lojas especializadas.

Tirar o amarelo das roupas: Você sabia que usar produtos clorados pode aumentar o amarelamento das peças? Principalmente quando se utiliza água quente. Ao adotar um produto clorado, o certo é neutralizá-lo com outro ácido. A dona de casa pode usar um copo de vinagre de vinho branco ou de maçã no último enxágüe da máquina para neutralizar o cloro residual.

Sabão demais: Falta de remoção do sabão pode deixar a roupa amarelada. O uso em demasia do sabão deixa resíduos, não lava melhor e pode manchar as roupas. O correto é utilizar a quantidade recomendada pelo fabricante do equipamento e do produto, mesmo que a roupa esteja mais suja. Se for o caso, faça primeiro uma pré-lavagem e depois a lavagem. Vale lembrar que excesso de sabão também deixa as peças endurecidas.

Água quente: É um erro lavar a roupa muito suja diretamente com água quente. Ao invés de retirar a sujeira, a água quente vai cozinhar toda a sujeira, deixando a roupa amarelada. O correto é primeiro lavar com água fria e depois com água quente para remover os resíduos remanescentes.

Lençóis e toalhas fofinhos: Para deixar toalhas e lençóis macios, o segredo é usar amaciante no final do processo de higienização. Durante a lavagem, as fibras se embaralham e só desembaralham com o amaciante, já que o produto realinha as fibras deixando as roupas macias e mais fáceis de passar.

Roupas delicadas: Peças de seda, viscose e acetato não podem sofrer centrifugação da máquina, pois o processo quebra as fibras deixando marcas irreversíveis. Na hora de lavar outras peças delicadas, coloque-as em uma fronha ou um saquinho específico e centrifugue por um minuto. O cuidado deve ser redobrado com peças de pedrarias.

Manutenção da máquina: Todas as máquinas de lavar possuem um filtro que deve ser limpo semanalmente ou de acordo com a solicitação do fabricante. É possível limpar o equipamento com água sanitária a cada seis meses (lave a máquina só com água e água sanitária), porém não se esqueça de neutralizar o cloro residual. Ao final do processo, coloque dois copos de vinagre de vinho branco nas gavetas e faça um enxágue na máquina.

O melhor amaciante: O mais indicado é comprar produtos em locais idôneos e de marcas confiáveis. Evite os que são vendidos a granel. Se colocado em excesso, o produto pode danificar as fibras das roupas.

Lavar na mão: Peças de seda, viscose e acetato devem ser lavadas à mão e com detergente neutro. Deve-se dissolver o detergente na água e depois colocar as peças de molho por cerca de 30 minutos, agitando-as levemente. Em seguida, enxague com água em abundância e no ultimo enxágue, adicione um pouco de amaciante. Pendure em um cabide, sem torcer ou centrifugar, e deixe secar à sombra.

Como tirar manchas de gordura: Quando há muita gordura, é possível removê-la facilmente com uma solução de detergente de cozinha e removedor. Passe esta pasta suavemente nas manchas de gordura, deixe agir por uns cinco minutos e depois lave normalmente. Outra alternativa é usar spray específico para gorduras encontrados em supermercados.

Manchas de ferrugem: Manchas amarelas podem ser de ferrugem pontuais ou oxidadas do tempo. Se for de ferrugem, utilize um produto específico para remoção. Se forem oxidadas, são mais difíceis de remover e pode-se tentar fazer um alvejamento com peróxido a quente (65ºC), porém nem sempre o resultado será positivo.

Passar a roupa: Toda roupa sempre deve ser passada com um ferro a vapor, caso contrário a chance de queimar a roupa é muito grande. Peças sintéticas são muito sensíveis ao calor. Toda roupa preta deve ser passada com um pano de algodão ou proteger o ferro com uma capa de teflon. Não passe o ferro sobre bolsos, cós, pois ficam com brilho de queimadas que não sai mais.

Roupas pretas: Não tem nada pior do que pegar uma peça preta depois de lavada e verificar a imensa quantidade de pelinhos brancos. Uma boa alternativa para evitar isso é não lavar as peças pretas com outras mais claras. Se o tecido pegar pelo, o ideal é usar um tira-pelo após passar. E mais: roupas escuras não devem ser lavadas com detergentes em pó, pois eles possuem branqueadores óticos que mancham e desbotam. Lave com um detergente líquido neutro.

Roupas coloridas: Todos os tecidos de fibras naturais, como algodão, linho ou seda, desbotam normalmente durante o processo de lavagem. O uso em demasia do sabão em pó provoca o desbotamento acentuado. O único método que preserva mais os corantes das roupas é a lavagem a seco.

Guardar as roupas: A melhor forma de acondicionar as roupas é colocá-las dentro de um saco de TNT, que as deixa respirar. O couro em particular deve ser guardado limpo com uma capa de proteção de TNT e retirado do armário a cada 45 dias para respirar em algum local arejado e sob a sombra. Sacos plásticos são contra indicados por absorver umidade.

Como lavar roupas de lã: As roupas de lã devem ser lavadas a seco. Em casa, use detergente neutro e seque naturalmente à sombra. Malhas ou tricô de lã só podem ser limpas manualmente com detergente neutro. A água deve ser retirada por compactação, ou seja, não podem ser torcidas, pois deformam. E devem secar somente na horizontal em cima de uma grade.

Embalar a vácuo: Roupas feitas de algodão, linho, lã e tecidos acrílicos podem ser embaladas a vácuo, pois são tecidos de fibras que não se quebram. Já seda, viscose, acetato e alguns tipos de poliéster não devem ser embalados desta forma, pois há grande risco de as fibras serem danificadas e as peças ficarem eternamente marcadas. Edredom também corre um grande risco, pois a manta interna por ficar muito tempo compactada, podendo não voltar ao volume normal.

Sapatos: Sapatos não devem ser guardados logo que retirados dos pés. O ideal é esperar por quatro a seis horas antes de guardar, para que perca a umidade do suor. Devem também serem guardados em local fresco e ventilado, para evitar a proliferação de fungos. Outra boa dica é colocá-los em caixas para que não fiquem deformados e se acomodem melhor. Atualmente, já existem caixas especiais que acomodam os sapatos com visor para sejam identificados. Após o inverno, caso sua casa seja úmida, faça uma limpeza com panos úmidos e deixe por umas duas horas no sol. Pode-se também colocar pacotinhos de sílica para eliminar o mofo.


Fonte: Marketing GrupoM8

segunda-feira, 19 de março de 2012

Sapatos ganharão selo verde
















Você já pensou sobre o destino final do sapato que está usando neste momento? "O brasileiro tem o hábito de doar os sapatos que não usa mais, mas ao fim do ciclo de vida, ele acaba indo para o aterro sanitário", conta a professora e pesquisadora da USP, Tereza Cristina Carvalho. Então, o acessório fica anos e anos em decomposição, fazendo ainda mais volume em um local que já está saturado.

Pensando nisso, a Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) e o Laboratório de Sustentabilidade da Escola Politécnica da USP desenvolveram um selo verde. E a ideia é que em futuro bem próximo ele estampe boa parte dos calçados. A presença dele garantirá que a produção do acessório gastou menos energia que a versão convencional; que os materiais que o compõem não são tóxicos; e que se decompõem mais rápido.

Os pesquisadores esperam que a criação do selo torne o sapato brasileiro competitivo no mercado internacional, especialmente na Europa, onde as pessoas já dão preferência ao consumo de produtos sustentáveis. "Também queremos que o Brasil, cada vez mais, assuma a liderança de práticas sustentáveis", diz Tereza.

Computadores verdes serviram de exemplo

A ideia de criar um selo para sapatos veio do exemplo ocorrido com computadores. A equipe de Tereza desenvolveu, em 2008, o selo verde para computadores. Ele identifica que a máquina é livre de substâncias tóxicas, como chumbo. Por isso, quando descartada, não contamina a natureza. E ainda é mais eficiente energeticamente, reduzindo o consumo de energia elétrica. "Hoje, as compras centralizadas de computadores da USP e de alguns órgãos do governo são prioritariamente voltadas para soluções verdes", acrescenta a pesquisadora.

O que é um sapato sustentável

O conceito de sapato sustentável é bem amplo. Por exemplo, há sapatos que são fabricados por processos ecologicamente corretos, chamados de Eco Shoes. Outros se decompõem mais rápido, virando adubo em até cinco anos - esses são os chamados biodegradáveis. O selo virá para padronizar os conceitos de sustentabilidade em calçados e será dado aos que unem várias propostas ao mesmo tempo.

Que sapatos poderão ganhar o selo?

O selo verde começará a ser concedido ao fim do primeiro semestre de 2012, aos sapatos que sigam aspectos econômicos, sociais, ambientais e culturais em sua etapa de produção. Veja só:

Econômico: durante a produção, os fabricantes deverão se atentar à economia de água e energia, assim como ao fim do desperdício de produtos.

Ambiental: para ganhar o selo, o sapato não poderá ter em sua composição o uso de substâncias tóxicas.

Social: empresas produtoras de sapatos deverão oferecer a seus funcionários boas condições de trabalho, com salários compatíveis com suas funções, segurança e, claro, não ter mão de obra infantil.

Cultural: a empresa também deverá influenciar positivamente as comunidades próximas, com ações e iniciativas à favor da comunidade e do meio ambiente.

Por enquanto, para que todos esses pilares sejam alcançados, os fabricantes terão um gasto de 20 a 25% maior do que indústrias que não seguem essas diretrizes. "Isso pela falta de demanda e inovações tecnológicas introduzidas nos processos produtivos", diz Tereza.


Fonte: Marketing GrupoM8

sexta-feira, 16 de março de 2012

Baixinhas: veja erros e acertos no uso de saias e vestidos longos




















As saias e vestidos compridos estão com tudo, despontando nas passarelas das principais semanas de moda do mundo e nos looks das celebridades nacionais e internacionais. Para as mulheres baixinhas, a opção por este tipo de visual nem sempre dá certo, mas muitas também mostram sabedoria, apostando em truques que alongam a silhueta.

Segundo a personal stylist Camila Almeida, quem não foi muito beneficiada no quesito altura deve ficar atenta a algumas dicas para não achatar ainda mais a figura. Quando o assunto são as saias, ela explica que as lisas são as mais indicadas, especialmente quando combinadas com a parte de cima da mesma cor ou em tons próximos. "Quem quer usar estampa, aposte nas pequenininhas, porque isso da uma ilusão de alguns centímetros a mais", pontua.

As blusas mais soltinhas também são as mais indicadas nestes casos, e o uso de um cinto também pode ser uma ótima saída para fazer as pernas parecerem mais compridas. Por isso, o uso de saias com cintura mais alta é uma ótima alternativa.

A especialista reforça que o sapato também tem uma participação importante para compor este visual. "Talvez uma saltinho, como o anabela ou de corda, que está na moda, pode ajudar neste look. Se preferir rasteirinha, o ideal é que siga a mesma cor da saia, para não quebrar muito a silhueta", indica Camila. Estão completamente dispensados os sapatos sociais com as saias longas mais simples, que combinam com um visual mais despojado.

A mesma regra de estampa e cores se aplica aos vestidos - as mais miudinhas são mais indicadas. Segundo a personal stylist MarciaJorge, é preciso ter cuidado para não pesar a mão no comprimento e arrastar no chão vestidos que não tenham sido projetados com este fim. Além disso, a preferência é sempre para os tecidos e modelos que formem listras verticais.

A especialista também chama a atenção para a importância dos acessórios. "Colares longos ou com pingente no final, brincos compridos e leves e cintos de médios a finos ajudam a alongar a silhueta", explica. Para quem quer parecer mais alta, ela também não dispensa o uso de um saltinho e de bolsas com alças longas.


Fonte: Marketing GrupoM8

quinta-feira, 15 de março de 2012

Simulador de maquiagem para IPhone e IPad é novidade















Que tal simular virtualmente as cores de uma nova make antes de adquirir os produtos? Por meio do primeiro simulador gratuito para criação de maquiagem virtual da Avon, você pode. Aplicativo disponível para iPhone e iPad, a tecnologia permite escolher, por meio de arquivo de imagens pessoal ou de banco de dados, quais produções combinam mais com o seu tipo de rosto.

Na paleta de produtos, 37 itens da linha de maquiagem com outras 188 tonalidades e cores vivas da marca estão disponíveis. Dessa forma, as mulheres controlam a intensidade de cor e quantidade de produto depositada por meio de uma barra lateral da tela do seu celular.

Para quem gosta de dividir sua make em tutoriais, por exemplo, será possível compartilhar as produções nas redes sociais. Além disso, o aplicativo é o primeiro simulador do mercado integrado ao banco de dados de um site, onde as fotos poderão ser publicadas em galeria de imagens. Mais informações estão no site www.maquiagemavon.com.br.


Fonte: Marketing GrupoM8

Planta ajuda pessoas com pele sensível na maquiagem




















São Paulo - Velha conhecida da medicina popular, a planta Physalis angulata demonstrou em testes clínicos potencial para se tornar uma grande aliada de pessoas com pele sensível ou intolerante a cosméticos, que podem desenvolver dermatites.

Em pesquisa realizada pela empresa Chemyunion Química – fabricante de matérias-primas para a indústria cosmética e farmacêutica – o extrato concentrado do vegetal mostrou ação anti-inflamatória equivalente à da hidrocortisona, mas sem os efeitos adversos dessa última.

Enquanto o uso prolongado de corticoides tópicos prejudica a formação de colágeno e torna a pele mais fina e suscetível a lesões, os ativos da P. angulata estimulam a produção dessa proteína e a regeneração celular. “Mesmo pessoas com pele normal podem se beneficiar do efeito antienvelhecimento do extrato”, disse Márcio Antônio Polezel, diretor industrial da Chemyunion.

Também conhecida como camapu, juá, balãozinho ou saco de bode, a P. angulata está presente no Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste brasileiro, mas se concentra principalmente na Amazônia. Há muito tempo é usada em chás e infusões no combate à asma, hepatite, malária, reumatismo e também como diurético e analgésico.

Nos anos 1970, cientistas descobriram que substâncias existentes na planta, batizadas de fisalinas, possuíam ação anti-inflamatória. Estudos posteriores sugeriram que as fisalinas poderiam também ser uma arma contra o câncer, a tuberculose e a doença de Chagas.

Com apoio do Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), a Chemyunion começou a investigar em 2006 plantas da biodiversidade que tinham efeito semelhante ao dos corticoides e viu na P. angulata uma boa candidata.


Fonte: Marketing GrupoM8

quarta-feira, 14 de março de 2012

Presos no tornozelo: os sapatos que foram hit nas passarelas da PFW

















Olhe para as coleções de inverno 2013 que foram desfiladas em Paris. Agora olhe: os pés das modelos levam sapatos com tiras afiveladas no tornozelo, em versões de mary janes que vão do modelo mais delicado ao supersexy.

A ideia apareceu nas passarelas da Chloé, Valentino, Chanel, Giambattista Valli, Jean Paul Gaultier e Anthony Vaccarello. Os sapatos vieram acompanhados de saias ou mesmo calças com barra de comprimento preciso: levemente acima da fivela. Confira aqui alguns exemplos e anote já na wishlist do próximo inverno.


Fonte: Marketing GrupoM8

terça-feira, 13 de março de 2012

Pingentes de papel














Criada pelos designer holandês Frank Tjepkema, a coleção de esculturas de corações mecânicos feitas em papel impressionam pelo detalhismo. 

A obra é trabalhada com uma técnica de sobreposição de camadas que proporciona esse visual impressionante.

Segundo o artista, a temática mecânica foi a escolhida devido à forma como ele enxerga o coração, como um elemento complexo. 

Os objetos, em forma de pingentes, são uma variação de uma coleção anterior, feita em ouro. 

Atualmente, suas obras estão expostas na Galeria Ra , em Amsterdã.

Fonte: Marketing GrupoM8

segunda-feira, 12 de março de 2012

Madonna vai lançar linha de sapatos femininos




Após assinar  uma coleção de roupas em 2010 ao lado de sua filha Lourdes Maria, para a grife Material Girl, Madonna vai expandir seus trabalhos no mundo da moda.

Segundo o Belfast Telegraph Woman, a cantora vai lançar uma linha de sapatos. A coleção intitulada Truth or Dare chegará as lojas no outono norte-americano e será produzida pelo Aldo Group Inc.

A estilista de Madonna, Arianne Phillips, será a consultora criativa da linha. A especialista em moda disse que os sapatos serão inspirados na dança e que terá modelos impressionantes. "A primeira coisa que fiz foi lembrá-la de todos os sapatos que ela usou ao longo dos anos e, depois, nós tiramos os estilos que não podemos viver sem", disse ao WWD. "Ela tem uma perspectiva muito feminina ", acrescentou.

A gama será composta por mais de 60 estilos diferentes, entre eles flats, saltos altos e botas, com preços entre 89 e 349 dólares.

A coleção estará à venda no Nordstrom, Asos.com, Selfridges - no Reino Unido - e The Bay - no Canadá. A marca será destinada a mulheres com idades entre 27 a 50.


Fonte: Marketing GrupoM8

sexta-feira, 9 de março de 2012

Sapatos excêntricos imitam animais de verdade. Você usaria?





















A ideia é polêmica, causa estranheza - mas chama (e como) a atenção. A artista plástica alemã Iris Schieferstein resolveu imitar fielmente animais - ou parte do corpo deles -por meio de sapatos.

Os cavalos, as cobras e as aves protagonizam as invenções, feitas mais para ficar em exposição do que nos pés das pessoas - a não ser, claro, que você encarne a Lady Gaga.

E, sim, é o que parece: o material usado por ela na criação dos sapatinhos vem todo dos próprios animais, já devidamente mortos (não por ela, claro). Ingrid usa os restos que consegue coletar com seu açogueiro e depois incrementa as criações com outros detalhes feitos de material próprio.

O trabalho da designer já chamou tanto a atenção que chegou a inspirar até uma linha da Dolce & Gabbana.


Fonte: Marketing GrupoM8

quinta-feira, 8 de março de 2012

A mulher que passa | Vinicius de Moraes




Meu Deus, eu quero a mulher que passa. 
Seu dorso frio é um campo de lírios 
Tem sete cores nos seus cabelos 
Sete esperanças na boca fresca! 

Oh! como és linda, mulher que passas 
Que me sacias e suplicias 
Dentro das noites, dentro dos dias! 

Teus sentimentos são poesia 
Teus sofrimentos, melancolia. 
Teus pêlos leves são relva boa 
Fresca e macia. 
Teus belos braços são cisnes mansos 
Longe das vozes da ventania. 

Meu Deus, eu quero a mulher que passa! 

Como te adoro, mulher que passas 
Que vens e passas, que me sacias 
Dentro das noites, dentro dos dias! 
Por que me faltas, se te procuro? 
Por que me odeias quando te juro 
Que te perdia se me encontravas 
E me encontrava se te perdias? 

Por que não voltas, mulher que passas? 
Por que não enches a minha vida? 
Por que não voltas, mulher querida 
Sempre perdida, nunca encontrada? 
Por que não voltas à minha vida? 
Para o que sofro não ser desgraça? 

Meu Deus, eu quero a mulher que passa! 
Eu quero-a agora, sem mais demora 
A minha amada mulher que passa! 

No santo nome do teu martírio 
Do teu martírio que nunca cessa 
Meu Deus, eu quero, quero depressa 
A minha amada mulher que passa! 

Que fica e passa, que pacifica 
Que é tanto pura como devassa 
Que bóia leve como a cortiça 
E tem raízes como a fumaça.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Loboutin apresenta sapatos provocantes























Beijo lésbico em salto alto, de sola vermelha, freira penitente em salto agulha diante de um crânio, projeção de cruzes em corpos nus: o famoso design de sapatos Christian Louboutin, vai apresentar um espetáculo único, inspirado nos tempos do cabaré, como convidado da boite Crazy Horse.

Símbolos do erotismo e da elegância à francesa, o Crazy Horse e o célebre design, criador dos saltos agulhas com solado vermelho de sucesso internacional, apresenta-se por três meses, do dia 5 de março ao 31 de maio, neste templo parisiense do nu chique.

Após Dita von Teese e a princesa Clotilde Courau, Christian Louboutin é o primeiro criador de moda convidado a revisitar o show com uma revista inédita, "Feu" (Fogo em português).

O espetáculo, em quatro musicais, entre eles um de David Lynch, será apresentado em colaboração com a coreógrafa Patricia Folly. Christian Louboutin coloca em cena as "Crazy Girls" em saltos de 12 cm, em universos únicos, do hip hop ao barroco, em composições originais.

Com "A Penitente", show muito esotérico, Louboutin joga decisivamente com a carta da provocação, ao espírito do fundador do Crazy, Alain Bernardin, que faleceu em 1994.

Aparecendo num hábito de lã e interrogando um crânio humano, a dançarina com botas de salto agulha envolve com as pernas, de maneira explícita, um genuflexório, enquanto cruzes cristãs são projetadas em seu corpo nu.


Aeróbica e saltos agulhas

"É um quadro sobre a dualidade e a aceitação de sua sexualidade. O Crazy Horse já era subversivo e não esperava isso!", estimou o design que se inspirou no pintor espanhol Francisco de Zurbaran (1598/1664), cuja obra é marcada por um profundo misticismo.

Andrée Deissenberg, diretora do Crazy Horse, lembra que Alain Bernardin já propôs um quadro com conotação esotérica e religiosa, no início dos anos 80, colocando em cena uma freira se despindo ao lado de um caixão. Depois de muitos comentários, este número acabou sendo retirado rapidamente do show.

Christian Louboutin revisita, também, um número antigo do Crazy Horse : numa cápsula espacial, uma dança lasciva entre duas "girls" nuas em saltos com paetês termina com um beijo lésbico.

"Desde os 13 anos, vi muitos espetáculos. Sempre me interessei pelos sapatos usados pelas dançarinas e a parte inferior do corpo", explicou o design, estimando que "todos os sentimentos podem se expressar na linguagem das pernas, das coxas e das nádegas".

Num outro número inédito, seis dançarinas das quais só se vê as pernas e as nádegas, realizam uma sessão de aeróbica, em saltos agulhas com solas vermelhas.

Nesta associação efêmera com o Crazy Horse, Christian Louboutin, "um amante dos cabarés", rejeita qualquer tentativa de marketing : "é apenas um retorno às fontes".


Fonte: Marketing GrupoM8

terça-feira, 6 de março de 2012

Sapato branco | Saiba como usar


























Se tem um item na moda que faz muita gente torcer o nariz é o tal do sapato branco.  Bastou o coitado ser aderido ao guarda-roupa das paquitas da xuxa em formato de bota e ao uniforme dos profissionais da saúde, que logo virou sinônimo de pecado fashion. Vai dizer que você não tem medo de usar? De fato, é necessário que tenha mesmo, pois a peça exige cuidados e requer muito estilo, mas isso não quer dizer que seja proibida. 

Ele está sempre dando as caras em algumas passarelas e ultimamente tem sido o preferido de muitas famosas, deixando o nude curinga de lado. A Dior foi uma das grifes que apostou no salto branquinho com tamanho charme, que até deu vontade de arriscar um look semelhante. 

Se você quer deixar o estereótipo paquita e médica de lado e investir nos sapatos brancos, veja algumas dicas  para garantir um visual mais moderninho e elegante. 

•Mantenha o sapato sempre limpo. Não há nada mais deselegante do que um sapato branco encardido... é como um carro branco. Lembre-se disso sempre.

•Prefira combiná-los com roupas de tons mais claros, como os pastéis. Isso não quer dizer que você não possa investir no look preto e branco, mas a chance de escorregar é maior nesse caso.

•Cores fortes, típicas das estações quentes do ano, também caem bem com o sapato branco e podem deixar o look menos óbvio. 

•Não necessariamente o sapato branco tem que estar casadinho com a bolsa ou outros acessórios, mas detalhes sutis da cor no look podem ajudar na harmonia.


Fonte: Marketing GrupoM8

segunda-feira, 5 de março de 2012

Sapatos Veganos

















Uma empresa de moda londrina está levando o conceito de veganismo para os pés de suas clientes. 

Seguindo o slogan “moda com compaixão”, a Bourgeois Boheme vende sapatos e outros acessórios que foram produzidos sem qualquer material de origem animal. As peças das coleções são feitas com matérias-primas como couro artificial e lona.

A Bourgeois também é exigente com seus fornecedores, que precisam ter o mínimo de impacto ambiental e oferecer condições éticas de trabalho. A empresa foi criada por Alicia Lai em 2005, que lançou sua primeira coleção em 2007. Desde o início, o objetivo foi oferecer uma opção de boa qualidade e preço acessível aos clientes. 

Segundo a empresária, boa parte dos sapatos com esse conceito no mercado são de baixa qualidade ou têm preços que vão além da possibilidade de compra das clientes.

Fonte: Marketing GrupoM8

sexta-feira, 2 de março de 2012

Brasil fabrica 60% dos calçados falsos vendidos no país, diz ABCF


















Dados da Associação Brasileira de Combate à Falsificação (ABCF) apontam que 60% dos calçados piratas vendidos no Brasil são fabricados no próprio país. Em 2011 o governo deixou de arrecadar cerca de R$ 1,5 bilhão em impostos por causa da pirataria.

Ainda de acordo com a ABCF, as principais cidades produtoras de calçados falsificados são Nova Serrana, em Minas Gerais, e Franca, no interior de São Paulo.

A Delegacia de Investigações Gerais de Franca confirma que em 2012 já foram apreendidos pelo menos 7,1 mil pares de calçados e materiais para fabricação na cidade.

Segundo o delegado Márcio Murari, o principal destino dos produtos é a capital do estado. “A gente observa que há mais locais que estão produzindo. Temos feito várias diligências e realizado apreensões tanto de tênis como de bolsas e até carteiras”, disse em entrevista ao Jornal Regional.


Selo de confiança

O presidente do Sindicato da Indústria de Calçados de Franca, José Carlos Brigagão do Couto, afirmou que a qualidade dos produtos fabricados pode ser reconhecida por um selo de indicação geográfica.

A certificação foi concedida ao setor pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e deve ser estampada nas caixas dos calçados. "Isso é pouco difundido no Brasil, mas é a garantia dos produtos fabricados naquela determinada região em proteção ao consumidor e contra as falsificações. Portanto é um reconhecimento por lei, como se fosse uma certidão de nascimento do pólo calçadista francano", afirmou Couto em entrevista ao Jornal Regional.


Fonte: Marketing GrupoM8